Postagens

Mostrando postagens de Março, 2016

O problema espírita da existência de Deus

Imagem
Os espíritas e ainda mais os "espíritas" acreditam na existência de Deus. Não conseguem ver como absurda a ideia de que um universo infinito e em expansão está sob o controle de um homem ou um humanoide que só vive escondido, sabe-se lá por que motivo. Não levam a sério a utilização do pronome "que" na pergunta feita a Kardec. Para uma humanidade imatura, é mais do que confortável acreditar que temos um tutor cuidando de nós.
O Espiritismo original definiu Deus como "inteligência suprema e causa primária sobre todas as coisas". Esta definição não garante que se trata de uma divindade ou de um homem, ou espírito ou coisa parecida. Pode haver um quê de ateísmo nesta definição, já que os termos "inteligência" e "causa" permitem anular o conceito do Deus antropomorfizado das religiões. Deus pode por exemplo, ser na verdade um conjunto de leis da ciência. Que tal substituir Deus por Ciência?
Mas aí anularia o mito da existência de um tutor da…

Ateus acreditam no "Espiritismo" porque nenhuma denúncia apareceu na grande mídia

Imagem
Estou pasmo com a complacência que os ateus têm com o "Espiritismo" brasileiro. Normalmente racionais na maioria dos assuntos, os ateus brasileiros apelam para a fé cega na hora de elogiar as lideranças "espíritas" pelo trabalho de caridade que na verdade nunca trouxe resultado significativo para a sociedade brasileira. Estamos carecas de saber que intelectuais ateus são capazes de uma caridade mais eficiente e abrangente.
O "Espiritismo" brasileiro só é criticado pelos ateis por causa de seu dogmatismo. Mas esquecem os ateus que a caridade supostamente praticada não passa de mais um de seus dogmas. Adeptos da Teologia do Sofrimento, o que os "espíritas" mais fazem é no máximo uma caridade paliativa que só serve como compensação para os problemas que não conseguem - ou não querem - eliminar.
Me impressiona a credulidade que os ateus demonstram diante das lideranças "espíritas" consideradas por eles como "exemplos perfeitos de carida…

Deturpação "espírita" faz ateus recusarem existência de vida pós morte

Imagem
O "Espiritismo" brasileiro, que nasceu deturpado e alterando de forma brutal todo o conteúdo doutrinário, apesar de ainda se "vender" como "ciência" está cada vez mais agarrado a dogmas de fé cega. Isso acabou por tirar a credibilidade do Espiritismo original e de seu descobridor, Allan Kardec, hoje reduzido a um mero "líder religioso".
Graças a essa perda de credibilidade que transformou a doutrina numa piada sem graça, as pesquisas sobre o undo espiritual e estados desconhecidos da matéria acabaram travando ou seguem timidamente apenas dentro dos meios espíritas. Para a ciência oficial, a vida pós-morte é impossível, o nada existe (tudo tem começo e fim) e espíritos são divindades religiosas, sendo a alma humana apenas um fator para animar o corpo, este o "verdadeiro ser".
Para qualquer religioso, a existência de Deus dá uma ilusão de segurança e organização e isso se baseia claramente na noção terrena de lideranças, onde as pessoas re…