Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2018

Ídolo de Divaldo Franco aceita integrar governo neonazista

Imagem
Sérgio Moro, o juiz de primeira instância que prendeu Lula por motivos políticos, acaba de aceitar o cargo de Ministro da Justiça no governo de Jair Bolsonaro, com características neonazistas que se explicitam cada vez mais. 
Moro foi convidado antes das eleições, o que aumenta ainda mais a sua parcialidade como juiz que combate políticas progressistas a mando dos Estados Unidos, para onde viaja com suspeita frequência.
Acontece que Moro é o mesmo juiz elogiado pelo "sábio" Divaldo Franco, uma espécie de "papa" do "Espiritismo" brasileiro, sendo considerado pelo líder-charlatão como um "enviado dos planos superiores" com a "missão de moralizar a humanidade". Uma tolice facilmente derrubável.
Vai pegar muito mal para Divaldo, um charlatão denunciado como farsante por Herculano Pires, mas consagrado como "humanista" e "defensor dos pobres", o apoio ao um governo neonazista que pretende eliminar boa parte da população…