Postagens

"Enviado dos planos superiores" Sérgio Moro dá palestras para gananciosos tendo corruptos como parceiros

Imagem
Um burro se coça no outro. O "Espiritismo" brasileiro se mostra cada vez mais uma farsa, ao ficar sem explicar a tal "Nova Era", mito que se desfaz feito castelo de areia após uma ressaca oceânica. Ao se pendurar na chamada "Lava jato", os "espíritas" arrancam de uma vez por todas a mascara progressista que colocavam artificialmente em suas caras de pau. 
Divaldo Franco, considerado maior liderança desta farsa (que nada tem de Allan Kardec, nunca passando de um Catolicismo híbrido que acredita em reencarnação), havia feito elogios à operação Lava Jato, ainda mais exagerados do que os já feitos, sem saber se tratar de uma operação feita para destruir a soberania do Brasil e prejudicar os brasileiros. Uma declaração que custou o fechamento de vários centros- "espíritas" por falta de público.
Elegendo Sergio Moro como "presidente da República de Curitiba" (sem saber que o termo é pejorativo, pelo fato dos juízes de Curitiba que…

A hipócrita lenda do abolicionismo "espírita"

Imagem
Rompido com a lógica kardeciana, o "Espiritismo" brasileiro se tornou uma igreja de fé cega como outras quaisquer. E como uma igreja de fé cega, seus dogmas são lendas, pequenas mentiras inofensivas, criadas por suas lideranças, que são difundidas como verdades absolutas para os fiéis que seguem a igreja. São estórias fáceis de serem desmentidas, mas como estimulam o instinto emocional d muitas pessoas, são imediatamente aceitas e defendidas com rigor por quem acredita.
Uma dessas lendas á o ativismo abolicionista "espírita". Segundo os "espíritas", baseados na lenda publicada pelos livros de História mais conservadores, é a que a Princesa Isabel era uma abolicionista militante e que a Lei Áurea foi um ato de bondade a favor dos que se encontravam na condição de escravos. 
A isso, os "espíritas" acrescentaram a militância de Adolfo Bezerra de Menezes, político cuja biografia ainda é desconhecida, substituída por uma lenda cheio de surrealismo, …

Opção de "espíritas" pelo anti-esquerdismo é um grave contradição doutrinária

Imagem
Quando lançou o Espiritismo original, Allan Kardec estava criando uma doutrina progressista e altamente altruísta. O bem estar coletivo era uma meta a ser alcançada e todo repertório doutrinário se concentrava no esforço em atingi-la. Mas Kardec morreu e um monte de abutres tratou logo de distorcer a doutrina a seu favor. E esta versão distorcida que chegou ao Brasil, embora insistam em atribuí-la a Kardec, como se o codificador a tivesse alterado.
Vários "espíritas" se empenharam em assumir posturas nada altruístas. Para começar, elegeram como forma de "caridade", um assistencialismo frouxo, paliativo que só consola sem resolver problemas e sem atrapalhar os interesses dos gananciosos. Uma forma de caridade que tem que ser feita repetidamente justamente por não resolver problemas. 
Esta caridade paliativa é o que é bom para obrigar carentes a depender da doutrina, forjando o "aumento do rebanho" para a doutrina que sonha sem ser a "religião univers…

Amigo de Divaldo Franco diz que pessoas carentes que ocupavam prédio incendiado eram "criminosos"

Imagem
A direita metida a caridosa, mas que claramente odeia pobres, se envolvendo com filantropia apenas para se promover, nunca para de cometer das suas. O incêndio ocorrido em São Paulo e que ajudou - não se sabe se propositadamente - a ofuscar os protestos do dia Primeiro de Maio em prol da liberdade de Lula, envolveu moradores sem teto que possivelmente tenham sido expulsos desta forma, já que o prédio abandonado pertencia à União, sob responsabilidade de Michel Temer, o abominável Vampiro do Tuiuti, corretamente vaiado quando esteve no local.
O prefeito que nunca governos São Paulo, João Dória, e amigo do suposto medium Divaldo Franco, que finge filantropia para depois defender a Teologia do Sofrimento, declarou que “prédio foi invadido e parte desta invasão financiada e ocupada por uma facção criminosa”. Uma declaração infeliz, corroborada por um dos filhos do candidato neonazista Jair Bolsonaro, que tentou forjar uma prova da mentirosa acusação.
Como pode um cara dar uma declaração …

Conheça Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, os "enviados dos Planos Superiores"

Imagem
Divaldo Franco vive tentando provar sua própria divindade. Como não existe divindades e no planeta de Provas e de Expiações não encarnam espíritos superiores, Divaldo não se cansa de mostrar a sua picaretagem, já alertada pelo sábio Herculano Pires. Mas como fala coisas que agradam aos ouvidos de multidões, Divaldo se mostrou e continua se mostrando bem sucedido na capacidade de ludibriar ingênuos necessitados de uma liderança a lhes conduzir um caminho.
Divaldo havia mostrado toda a sua rabugice em um comentário altamente retrógrado, típico dos espíritos mais atrasados do planeta. Só a declaração, onde aproveitou para elogiar o Golpe e a Lava Jato, ambos encomendados pelos EUA para impedir o desenvolvimento do Brasil, já seria suficiente para desmascarar Divaldo Franco, verdadeiro impostor que usou a doutrina para se favorecer, numa farsa que infelizmente durou quase 60 anos.
O suposto médium elogiou os principais personagens da Lava Jato, operação encomendada pelo FBI e pela CIA pa…

A caridade não-transformadora do "espiritismo" brasileiro

Imagem
Para o senso comum, sobretudo para as pessoas menos informadas, o "Espiritismo" brasileiro é a religião oficial da caridade. Suas lideranças são admiradas até mesmo por leigos, laicos e ateus, justamente pela forjada fama de "grandes caridosos". Como se o fim das desigualdades e injustiças dependesse de "espíritas" para acontecer.
Mas se observarmos com maior atenção aos detalhes da chamada caridade "espírita", vamos perceber que, mesmo sendo feita, ele tem tido uma ação bastante pífia e seus resultados nitidamente inócuos. É uma caridade que não resolve, não transforma, servindo apenas de consolo para problemas que nunca são resolvidos.
Estranho uma forma de caridade frouxa, paliativa e sem resultados realmente consistentes seja tão admirada. É um tipo de caridade aprovado pelas forças conservadoras (e gananciosas) porque ela não mexe nas estruturas de poder e muito menos reparte renda e direitos. É uma caridade que só serve para promover fals…

Waldo teria encomendado a Oscar Niemeyer a construção de um memorial a Chico Xavier

Imagem
Infelizmente, para o senso comum, "Espiritismo" não é Allan Kardec e sim Chico Xavier. "Espiritismo", para a maioria das pessoas, principalmente para leigos, laicos e ateus, é uma igreja, de inspiração católica não-assumida e que acredita - pela fé e não pelo conhecimento - em vida pós morte, sem qualquer tipo de estudo ou verificação.
A tentativa de reabilitar Chico Xavier, a galinha de ovos de ouro do "espiritismo" brasileiro, cujos livros, cheios de contradições, absurdos e mentiras, vendem feito pipoca em porta de igreja, é continuada de forma insistente, para que a FEB, entidade que descobriu o suposto médium possa se manter. Por isso, toda e qualquer novidade envolvendo o charlatão mineiro sempre é levada ao conhecimento público.
A novidade da hora é a descoberta, entre muito material relativo ao charlatão mineiro, de uma projeto, possivelmente encomendado pelo líder religioso Waldo Vieira , o "André Luíz", criado pelo ateu de orientação …