O Presidente do Universo

Recentemente, o site UOL veio com um artigo falando da dificuldade dos ateus em viver em uma sociedade como a brasileira, onde a maioria esmagadora afirma acreditar no ser ultrapoderoso que chamam de "Deus" e consideram nocivo quem não acredita. 

É triste o preconceito que as pessoas tem contra os ateus, algo pior até que o racismo, a homofobia, o machismo e o anti-comunismo juntos. mas para entender a rejeição grave sofrida pelos ateus é preciso entender como as pessoas enxergam "Deus". Vamos analisar de foma geral, ignorando as diferenças entre as religiões, pois as pessoas afirmam adorar o mesmo "Deus" , mesmo dando cada um características particulares a "Ele".

Apesar de supostamente estar na forma espiritual, a noção de "Deus" é baseada no materialismo. Por mais incrível que pareça, foi isso mesmo que você leu. A noção de Deus é materialista. Ela tem base na noção terrestre de liderança. "Deus" é um líder com as características de uma liderança terrestre, uma mistura de pai, juiz, empresário e presidente. Melhor dizendo: o Presidente do Universo.

As pessoas em geral não conseguem imaginar a ausência de uma figura humana na liderança de qualquer coisa. Acreditam que tudo é controlado por pessoas. Até mesmo a versão deturpada do Espiritismo, praticada no Brasil, defende a teoria absurda de que os fenômenos da natureza são controlados por espíritos (pessoas sem corpos). Tudo parece ser controlado por pessoas ou alguma figura de características humanas. Não conseguem imaginar uma natureza que seja auto-controlável.

Acostumadas a ver liderança em tudo, desde uma pequena família, passando por empresas, instituições, exércitos, onde tudo obedece a uma hierarquia caracterizada por alguma liderança no topo, certamente enxergarão no universo algum tipo de liderança com as mesmas características das que encontram na Terra, com seu próprio sistema hierárquico.

Usando a política como exemplo: um sistema que começa com uma liderança de bairro (sub-prefeitos ou liderança de associações de moradores), seguindo por prefeitos, governadores, presidentes da Republica, todos com as suas devidas equipes, obedecendo suas respectivas hierarquias. Se há até uma espécie de "Presidente do Mundo" (o Presidente dos EUA), é de se imaginar que há também um Presidente do Universo.

Este tal Presidente do Universo, seria o que chamamos de "Deus". A suposta existência desta forma de liderança daria uma noção, mesmo falsa, de ordem e disciplina. Ou seja, para quem acredita nesta liderança, quem não admite a "Sua" existência, está desobedecendo a ordem e a disciplina. Trocando em miúdos, um ateu seria um desordeiro, um indisciplinado, alguém que recusa a ver as coisas em total organização.

Um ateu seria, para os crentes em "Deus", uma espécie de "ameaça" à ordem estabelecida e isso gera um certo medo que acaba convertido em preconceito e ódio. Para a maioria das pessoas, é impossível o universo ser governado sem uma liderança humana e "Deus" cumpre perfeitamente esta "missão" de ser uma liderança humana do universo.

Já deu para entender o que passa na cabeça de quem reprova o ateísmo. E isso vai continuar ate o dia em que as pessoas entenderem que a natureza não precisa de seres com características humanas para se manter em perfeita organização.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em franca decadência, "Espiritismo" brasileiro, consagrado como uma igreja, apela para não acabar

Alegada "impossibilidade" de ateísmo espírita tem origem nos dogmas de Chico Xavier

Espíritas e "espíritas" que recusam a possibilidade do ateísmo espírita não podem falar em ciência