Ateus acreditam no "Espiritismo" porque nenhuma denúncia apareceu na grande mídia

Estou pasmo com a complacência que os ateus têm com o "Espiritismo" brasileiro. Normalmente racionais na maioria dos assuntos, os ateus brasileiros apelam para a fé cega na hora de elogiar as lideranças "espíritas" pelo trabalho de caridade que na verdade nunca trouxe resultado significativo para a sociedade brasileira. Estamos carecas de saber que intelectuais ateus são capazes de uma caridade mais eficiente e abrangente.

O "Espiritismo" brasileiro só é criticado pelos ateis por causa de seu dogmatismo. Mas esquecem os ateus que a caridade supostamente praticada não passa de mais um de seus dogmas. Adeptos da Teologia do Sofrimento, o que os "espíritas" mais fazem é no máximo uma caridade paliativa que só serve como compensação para os problemas que não conseguem - ou não querem - eliminar.

Me impressiona a credulidade que os ateus demonstram diante das lideranças "espíritas" consideradas por eles como "exemplos perfeitos de caridade". Falta a eles um desconfiômetro que pudesse fazê-los com que pudesse correr atrás de fatos que comprovem isto, ao invés de praticarem a fé cega que rejeitam, apoiando as lideranças "espíritas" com base o que ouve falar.

Será que precisamos de uma devassa midiática para desmontar o mito ainda forte de "caridade 'espírita'"? Será que é preciso uma emissora de TV fazer o que já fazem com os neo-pentecostais e os abusos da Igreja Católica? Será que Christopher Hitchens terá que reencarnar no Brasil para desmontar esses médiuns picaretas cuja filantropia não passa de um "louvável" dogma religioso?

A mídia ainda não teve a inciativa de mostrar os podres do "Espiritismo" brasileiro, uma seita que não era para ser seita e que nasceu totalmente deturpada. Acredito que ninguém iria lançar mão da mentira, da deturpação, com objetivos puros de ajudar o próximo. Quem é altruísta não tem a necessidade de mentir. Se mentem, é porque querem levar alguma vantagem com esta mentira.

Sabemos que, se tudo que andam falando da filantropia de lideranças como Chico Xavier e Divaldo Franco fosse verdade, as mudanças sociais saltariam aos olhos e teríamos uma qualidade de vida imensamente melhor. Pois nunca esqueçamos: não há caridade sem a melhoria de qualidade de vida. Se não há resultado, é porque algo ou foi malfeito ou simplesmente não foi feito. Por isso, Xavier e Franco desmerecem nossos aplausos.

Ateus, se informem mais. Não foquem contra religião X ou Y para depois defender a seita Z. Todas as religiões servem para promoção pessoal de suas lideranças e vender mentiras é muito importante para elas continuarem enganando multidões para em troca obter o prestígio que garante muitos privilégios, incluído o de ser canonizado pelos ateus.

Se ateus usam a lógica, deveriam usá-la também para não acreditar nas bobagens que andam falando sobre as lideranças "espíritas". Os maiores filantropos produzem resultados, não louvores.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em franca decadência, "Espiritismo" brasileiro, consagrado como uma igreja, apela para não acabar

Alegada "impossibilidade" de ateísmo espírita tem origem nos dogmas de Chico Xavier