Não vamos encerrar nosso blogue

Recebemos via Facebook um comentário de alguém que interpretou de forma diferente da nossa os ideais de Allan Kardec dando a entender que o codificador queria fundar uma igreja. Sei que a associação de religiosidade e Espiritismo anda tão arraigada no Brasil que até mesmo para os que não concordam com a FEB e seus ídolos e dogmas fica difícil dissociar as duas ideias.

O missivista achou incompatíveis as ideias sobre Espiritismo e Ateísmo, como se - opinião dele - o mundo espiritual e os espíritos só existissem com a decisão de uma individualidade, ou seja, de uma pessoa que vive escondida e que se acha dona de toda a humanidade. 

O mesmo missivista usou a palavra "divindade", o que me leva a crer que ele pode ter se baseado em um erro de tradução (FEB?), ou se a espiritualidade tivesse usado o termo para não entrar em conflito com o Catolicismo do seculo XIX, onde foram escritas as obras da codificação.

De qualquer forma, não acreditamos em individualidades autoritárias e muito menos em divindades. Não vamos encerrar este blogue porque além de estimular novos debates seria uma forma de censura e de adaptação ao ponto de vista pessoal do missivista que pediu o nosso fechamento. Até porque ele deve crer em ideologias fechadas e na submissão de toda a humanidade a uma só pessoa.

Vamos continuar o nosso blogue em respeito ao direito à liberdade de expressão e ao estímulo à análise racional. Do contrário que o missivista pensa, nos deu anda mais munição para levarmos esse debate adiante, na tentativa de dissociar de vez o Espiritismo de qualquer forma de igrejismo (Igreja de São Kardec?), seja católico ou não.

Espíritos não precisam de divindades para existir. A Física, a Química, a Biologia ou qualquer outra ciência vai descobrir o que existe além da matéria. E ser contra esta descoberta e assumir o Espiritismo como uma igreja, cheia de absurdos, contradições e fantasias. Pois não é preciso ser chiquista ou seguir a FEB para se tornar um beato fanático e alucinado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em franca decadência, "Espiritismo" brasileiro, consagrado como uma igreja, apela para não acabar

Alegada "impossibilidade" de ateísmo espírita tem origem nos dogmas de Chico Xavier