O que importa não é acreditar em Deus. É acreditar nas pessoas

Que mal há em ser ateu? Se Deus ainda não teve a sua existência confirmada através de evidências, porque somos obrigados a acreditar nele? Se uma coisa não pôde ser comprovada, porque ela tem que ser aceita? portanto é um direito mais do que justo o de não acreditarmos em Deus ou em qualquer coisa ou pessoa que se apresente como "santidade".

A crença em Deus não os faz bons ou maus. Há ateus bons e ateus maus assim como há fiéis bons e fiéis maus. Isso depende não da fé em divindades, mas da fé nos seres humanos. Se você acredita na espécie humana e reconhece que a maldade é um estado primitivo que tende a desaparecer com  esclarecimento racional, você consegue desenvolver o senso de altruísmo, que é o que verdadeiramente interessa.

Para os menos esclarecidos, é estranho não acreditar em um Deus porque isso é instintivo. Acreditar em Deus tem muito a ver com a nossa necessidade infantil de ter um ser superior (um adulto) a nos cuidar, dar ordens e estar de plantão nos momentos difíceis. A medida que amadurecemos, deixamos de ter a necessidade de um tutor e é aí que nasce o ateísmo, que em si é altamente saudável.

Não vamos condicionar a Doutrina Espírita a crença no fato de um homenzinho que vive escondido a controlar todo o universo. Se ele foi mencionado na codificação como uma pessoa, certamente porque os espíritos reveladores não quiseram chocar a sociedade da época, deixando a questão da existência em Deus para momentos ulteriores. Até porque na época da codificação, o foco era a existência dos espíritos e a possibilidade de vida não-material. Ir além disso atrapalharia a compreensão de algo que já era bastante complexo.

E ser ateu nos traz uma vantagem imensa: a de assumirmos melhor as nossas responsabilidades, sem esperar ajuda "divina" e reconhecendo que se todos na somos irmãos como as religiões classificam, pelo menos vivemos numa mesma casa (o universo) e que o bom senso sugere que todos que vivem nesta mesma casa devam ter seus direitos respeitados e favorecidos no alcance de seu bem estar e felicidade. E isso é o verdadeiro altruísmo, que não necessita da crena em um Deus para ser posto em prática.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em franca decadência, "Espiritismo" brasileiro, consagrado como uma igreja, apela para não acabar

Alegada "impossibilidade" de ateísmo espírita tem origem nos dogmas de Chico Xavier